Comunicação

29 de junho de 2017 | 12:47

Sintego tem representação na Conferência Estadual de Saúde das Mulheres

Ieda Leal, tesoureira do Sintego, participou hoje pela manhã do painel III, “Vulnerabilidade nos Ciclos de vida das mulheres na Política Nacional de Atenção Integral a Saúde das Mulheres”, como parte da programação da 2ª Conferência Estadual de Saúde das Mulheres do Estado de Goiás, realizada no Hotel Umuarama, em Goiânia.

Ieda abordou a realidade do dia a dia das mulheres que são submetidas a muitos desafios tendo que enfrentar as diversas formas de violência quando precisam de atendimento à saúde. “Nós mulheres queremos ser ouvidas, ter atenção, sermos respeitadas nos espaços sociais que estamos inseridas. Temos que cobrar nossos direitos em todos os lugares que estamos inseridas”, enfatizou.

Ieda utilizou exemplo simples, mas muito significativos de como as mulheres devem exercitar sua cidadania, e exigir seus direitos nos espaços sociais. “Não podemos aceitar as violências que querem nos submeter, temos que exigir respeito, sempre.”

Além da tesoureira do Sintego, a secretária da mulher, Marta Maria Marcelina da Cruz, também participou da conferência, com o objetivo de acompanhar as discussões e encaminhamentos do evento e ampliar as discussões na área de educação.

A conferência tratou de diversos conteúdos a respeito da promoção da saúde das mulheres como a atenção obstétrica, o combate aos tipos de canceres que mais afetam as mulheres, além de diversos outros temos voltados à promoção da saúde integral da mulher e da sua representatividade na sociedade.

As propostas a serem discutidas na 2ª Conferência Estadual de Saúde da Mulher foram debatidas e consolidadas em Conferência Estadual de Saúde da Mulher foram debatidas e consolidadas em conferências realizadas nas 18 regionais de Saúde do Estado. As discussões foram realizadas também em nível municipal, em grande parte dos municípios goianos. O tema central da conferência deste ano é “Saúde das mulheres: desafios para a integralidade com equidade.”




Imprimir