Comunicação

24 de julho de 2017 | 12:05

Justiça determina que Estado devolva dinheiro descontado de professora

O Tribunal de Justiça de Goiás determinou que o Governo do Estado pague os valores descontados indevidamente na folha de pagamento da professora Helia Maria de Fátima, do município de Itaguaru - GO. A ação pedia a devolução dos valores referentes ao ponto cortado da servidora durante a greve de 2012

A ação ajuizada pelo departamento jurídico do Sintego solicitava que os valores dos pontos cortados indevidamente da professora fossem devolvidos com a devida correção monetária, tendo em vista, que a servidora comprovou por meio de registro de frequência que trabalhou normalmente.

Na decisão o juiz Fernando César Rodrigues determinou que o Governo do Estado pague aproximadamente R$4 mil, referente aos dias cortados do salário da professora.




Imprimir