Comunicação

13 de março de 2018 | 16:53

Em decisão judicial SINTEGO consegue licença qualificação a servidor do município

Em ação iniciada pelo departamento jurídico do SINTEGO, o professor Luís Carlos de Souza conseguiu o direito de Licença Qualificação para cursar mestrado em matemática pela Universidade Federal de Goiás - UFG. 

Os autos do processo n° 50888390420188090051, protocolado na 2ª Vara da Fazenda Pública Municipal e de Registros Públicos, chama atenção para a decisão do juiz Fabiano Abel de Aragão, que elogia a atitude do professor em buscar aprimoramento.

“A pretensão posta se me afigura em verdade ato heroico de um professor que a despeito de não ser valorizado, ainda luta para aprimorar-se,” afirmou o juiz.

O magistrado fez ainda sérias críticas quanto a remuneração e a forma como vem sendo desvalorizada a função de professor no país.

 “Evidentemente dramática no país é a remuneração de professores nas escolas públicas e privadas, situação lamentável para um povo que, acima de tudo, precisa de educação. Professor necessita estudar para ensinar. E ganha miséria. Nem livro pode comprar... e o exercício de um cargo de professor, precisamente a atividade cujos vencimentos constituem, ironicamente, verdadeira espoliação do trabalho intelectual”, diz o juiz Fabiano de Aragão, nos autos da sentença.

Segundo o professor Luís Carlos, a ajuda do SINTEGO foi essencial para o resultado da Ação Judicial. 

“O SINTEGO possui, no seu departamento jurídico, advogados especializados em atender as questões relacionadas ao direito do trabalhador, entre outas questões. Os filiados podem procurar a sede do Sindicato em Goiânia, ou nas regionais no interior do estado.”  afirmou a presidenta, Bia de Lima.




Imprimir