Comunicação

12 de agosto de 2019 | 10:30

Reforma da Previdência: profissionais da Educação se aposentarão aos 60 anos (homens) e 57 anos (mulheres)

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, por 394 votos a 9, o destaque do Partido Novo e manteve as idades especiais de aposentadoria para professores/as proposta e aprovada na Reforma da Previdência. Dessa forma, os/as professores/as poderão se aposentar aos 60 anos (homens) e 57 anos (mulheres), desde que cumpram o pedágio especial de 100% do tempo que falta para a aposentadoria pelas regras atuais. Ou seja, se faltam dois anos para se aposentar, será necessário trabalhar mais quatro anos.

O SINTEGO se posiciona veementemente contra a Reforma da Previdência desde a sua propositura e, após a aprovação na segunda votação, mantém o entendimento de que tal medida é um retrocesso para a classe trabalhadora, principalmente, para os/as profissionais da Educação.

“O problema da economia não se resolverá com a Reforma da Previdência, como querem convencer o/a trabalhador/a, isto é um engano! O que esse governo quer, é que você morra trabalhando! E dessa forma, sem incentivo algum para que sejam formados/as novos/as profissionais para a Educação! É preciso sim, que se faça uma proposta de política para o crescimento econômico. No entanto, não é cortando recursos da Educação e prejudicando o/a trabalhador/a mais pobre, que sustenta esse sistema e paga corretamente seus impostos, que a situação enfrentada hoje pelo Brasil se resolverá. Os/as deputados/as goianos/as apoiaram este golpe contra a classe trabalhadora e nós exerceremos o nosso papel de denunciar e cobrar!”, afirma Bia de Lima, presidenta do SINTEGO.

Os/as deputados/as federais goianos/as envergonharam a população nas duas votações e, dos/as 17 parlamentares, 14 votaram a favor da Reforma da Previdência e contra os/as trabalhadores/as, já que a proposta do governo, em nada, beneficia o povo.

Chamamento

O SINTEGO convoca todos/as os/as profissionais para se manifestarem em defesa da Educação Pública e contra a Reforma da Previdência no próximo dia 13/08. Haverá uma paralisação nacional, com atos em diversas cidades. Em Goiânia, o ato terá início às 15h, na Praça Universitária. Participe no seu município e lute pela Educação e contra a Reforma da Previdência!

#SINTEGONALUTA




Imprimir