Comunicação

11 de outubro de 2019 | 16:06

Chegou a nossa vez! Administrativos/as da RME/GYN discutem futuro da categoria

Após uma acalorada Assembleia, servidores/as administrativos/as da Educação da Rede Municipal de Ensino de Goiânia deliberaram a formação de uma comissão de trabalhadores/as da categoria, divididos/as por região e por função, que juntamente com a direção do SINTEGO, buscarão fazer parte das discussões sobre o projeto de subsídio, que está sendo discutido no Paço Municipal.

Esta (11/10) foi a segunda Assembleia dos/as Servidores/as Administrativos/as da RME/GYN, na Câmara de Vereadores de Goiânia, com lotação máxima do Auditório Jaime Câmara. Desde a Assembleia do dia 25/09, que a categoria dos/as administrativos/as da Educação está discutindo os prós e contras da possibilidade da reformulação do atual Plano de Carreira da categoria, ou entrar na proposta de subsídio.

O SINTEGO, percebendo a preocupação da categoria, além da vontade de conhecer todas as possibilidades, continuou esclarecendo todos os pontos relativos ao projeto de subsídio, inclusive com a presença de advogado, fazendo com que os/as administrativos/as pudessem decidir pela melhor proposta. As discussões entre os/as administrativos/as mostraram que estes/as profissionais se cansaram do esquecimento perante a administração municipal e, optaram pelo protagonismo, buscando de uma vez por todas a valorização profissional e salarial da categoria.

Tal motivo leva a direção do SINTEGO, junto com todos/as os/as presentes, a construir uma proposta que atenda as especificidades administrativos/as da Educação, com destaque para a jornada de 30h, sem o fechamento da possibilidade de optarem por 40h.  

A decisão dos/as administrativos/as foi clara e firme: querem ser incluídos/as na tabela salarial proposta no projeto de subsídio, além da garantia de direitos importantes, como o auxílio-locomoção e insalubridade, o que é muito justo e necessário!

Entenda:

A proposta do subsídio abrange os/as servidores/as administrativos/as municipais, que não sejam da Educação, com o argumento de que os/as específicos/as da Educação já têm um Plano de Carreira próprio.

A proposta do subsídio absorve as seguintes verbas remuneratórias: vencimento do cargo; gratificação adicional por tempo de serviço (quinquênio); vantagem pessoal nominalmente identificada (VPNI), ajuste de remuneração e adicional de função. No entanto, a proposta precisa ser analisada com cautela pela categoria, para que os detalhes não ocasionem prejuízos posteriores.

Apesar de abranger algumas verbas remuneratórias, a proposta fixa o pagamento do salário pelo regime de subsídio e elimina direitos dos/as trabalhadores/as administrativos/as como o quinquênio, Titulação, diminui o período de progressão vertical,  além de ampliar a carga horária dos/as trabalhadores/as que passarão a cumprir 40h semanais, caso o Projeto seja aprovado.

O SINTEGO alerta mais uma vez: o Projeto de Lei Complementar ainda não foi protocolado na Câmara dos Vereadores, ou seja, ainda haverá um longo caminho de luta a ser trilhado em busca da conquista e garantia de direitos para a categoria.

Com a decisão tomada na Assembleia, a direção do SINTEGO estará construindo junto com a comissão, a entrada dos/as profissionais administrativos/as da Educação neste plano de subsídio. A comissão terá o papel de travar o diálogo com a administração municipal, buscando construir uma proposta que contemple a todos/as. Vale lembrar, que os/as servidores/as administrativos/as da Educação lutam para ter valorização profissional, seja na proposta de subsídio ou com o Plano de Carreira que atenda tais expectativas. Hoje, o Plano de Carreira recebe inúmera reclamações tanto pelo descumprimento, por parte da Administração Municipal, como pela não valorização salarial.

A decisão tomada na Assembleia pelos Trabalhadores/as Administrativos/as da Educação da Rede Municipal de Goiânia, é para que o SINTEGO construa a inclusão da Educação na proposta em debate, e que possa garantir pontos específicos que melhor atendam esta categoria.

Fiquem todos/as atentos/as acompanhando cada passo, discussão, já que você será chamado/a a se posicionar sempre que houver qualquer novidade ou decisão! Acompanhe tudo pelas nossas redes sociais. Acesse o site: www.sintego.org.br.

 




Imprimir