Comunicação

23 de dezembro de 2019 | 11:52

Nota de repúdio

O Governo de Goiás lançou na semana passada, uma campanha publicitária mentirosa, em que o/a servidor/a público/a é apontado/a como o culpado/a pela crise financeira do Estado, além de criticar a qualidade do serviço público, na tentativa de jogar a opinião pública contra os/as servidores/as.

Por meio desta, o SINTEGO repudia a peça, bem como as medidas adotadas pelo Governo, principalmente, no que diz respeito a alteração dos Estatutos do Magistério, do Servidor Público e a PEC da Previdência. Conforme a proposta da péssima administração estadual, foram aprovadas por 26 deputados inimigos do funcionalismo público e da população goiana na Assembleia Legislativa de Goiás, a retirada de direitos historicamente adquiridos como o quinquênio e a licença-prêmio, destruindo completamente as carreiras e qualquer possibilidade de incentivo aos/as profissionais.

O Governos de Goiás se mostra irresponsável ao atacar os/as servidores/as públicos/as, em especial, os/as trabalhadores/as da Educação, que estão na linha de frente da prestação de serviço à sociedade e, ao contrário do que ocorre, deveriam ser muito valorizados/as e reconhecidos/as pelo que oferecem.

O espírito natalino que o governador tanto fala em suas entrevistas, para os/as servidores/as públicos/as vem com o gosto amargo do descaso e da maldade do Governo, que por ingerência, nos sacrifica de forma cruel.

Não vamos tolerar esse desrespeito! O SINTEGO tomará as medidas judiciais cabíveis e seguirá na luta, inclusive, para denunciar quem são os golpistas e verdadeiros culpados pela falta de dinheiro nos cofres públicos.

#SINTEGONALUTA




Imprimir