Comunicação

24 de julho de 2020 | 17:35

Atenção!

Em decorrência da pandemia de Covid-19, da extensão da quarentena e das medidas de distanciamento social, o SINTEGO tem recebido diversos questionamentos sobre o retorno as aulas presenciais, como também sobre a possibilidade de retorno dos/as trabalhadores/as para planejamento e algumas atividades nas escolas. 

Esclarecemos que não há possibilidade das aulas presenciais retornarem no mês de agosto. De acordo com a reunião do Comitê de Operações de Emergencias (COE), o assunto continuará sendo debatido ao longo do próximo mês e, caso haja condições, as aulas podem ser retomadas em setembro. Gostaríamos de reforçar que as conversas e debates dos órgãos competentes seguem acontecendo e, portanto, existe uma previsão para o mês de setembro, o que não significa que será nesta data. Só voltaremos ao trabalho presencial com condições seguras. 

Outro ponto de destaque é a volta dos/as trabalhadores/as para as unidades escolares. Quem está do grupo de risco foi dispensado do trabalho desde o início da pandemia e assim deve permanecer. O COE liberou algumas atividades presenciais nas escolas e, por isso, vários/as profissionais relataram uma convocação para o retorno. No entanto, o SINTEGO não recebeu e não tem conhecimento de nenhuma determinação oficial da SEDUC para tal. 

Esclarecemos que, no caso dos/as professores/as, a possibilidade foi ventilada para planejamentos, porém, não houve confirmação. Já no caso dos/as administrativos/as, muitos/as devem voltar ao trabalho, assim como estavam no período anterior as férias, em forma de revezamento e com as condições adequadas de segurança. 

O SINTEGO preza pela vida de cada trabalhador/a da categoria e, nesse momento preocupante, em que o estado apresenta um aumento significativo de morte e casos, reiteramos nosso pedido: FIQUEM EM CASA! Estamos trabalhando pela garantia dos nossos direitos!




Imprimir