Comunicação

13 de janeiro de 2021 | 13:37

Com um ano de atraso, pagamento do Piso de 2020 será realizado para a minoria dos/as profissionais

O reajuste do Piso de 2020 será pago para uma pequena parcela da categoria na folha deste mês (janeiro/2021), retroativo  de janeiro à dezembro de 2020. A correção de 12,84% será para PI, PII e PAC’s, desta forma, a maioria dos/as servidores/as da Rede Estadual de Educação de Goiás (PIII  e PIV) estão com seus salários congelados desde o início do mandato Caiado.

Queremos que o governo Caiado cumpra o que prometeu: a valorização profissional. O contrário do retorno da Titularidade, o que vemos é apenas o não cumprimento de direitos garantidos historicamente. O SINTEGO não deixará de cobrar o pagamento devido dos reajustes e irá entrar com ação na justiça para garantir o cumprimento da Lei!

“Pelo segundo ano consecutivo, o governo achatou a carreira do Magistério Público Estadual de Goiás, a maioria dos/as trabalhadores/as da Rede Estadual teve reajuste 0. Piso é Lei e, mais cedo ou mais tarde, o governo terá que cumprir. E o SINTEGO irá se certificar que cumpra o mais rápido possível”, afirma Bia de Lima, presidenta do SINTEGO.

A quantidade de profissionais que receberão o Piso de 2020 é mínima, já que a grande maioria dos/as trabalhadores/as está nos níveis III e IV, cerca de 29 mil pessoas, já acumulam mais de 18% de perdas.

Os/as administrativos/as da Rede Estadual também continuam com seus salários congelados e terão apenas o complemento do salário mínimo, para aqueles/as que recebem menos que o mínimo. O SINTEGO segue trabalhando para a criação de uma nova tabela para os/as profissionais, que estão desde 2017 sem reajustes na carreira.

Não aceitaremos o congelamento de salários!

#SINTEGONALUTA




Imprimir