Notícias

03 de junho de 2017 | 10:34

Começa a apuração das eleições para o Sintego

Na manhã deste sábado, 3, teve início a apuração da votação para um dos maiores sindicatos de Goiás. Esta está sendo realizada na sede central do Sintego, no setor Coimbra, em Goiânia.

Com uma estrutura que garante a segurança da apuração, a Comissão Eleitoral Central iniciou as atividades às 9:00, que definirá a nova diretoria do Sintego para o quadriênio, 2017/2021.

No início das atividades a presidente da Comissão Eleitoral Central, Estela Mares Stival, leu o documento de orientações para a apuração dos votos, o qual foi publicado no site do Sintego na última sexta-feira. Este documento complementa as orientações a respeito da apuração definidas no estatuto do sindicato. Edmilson Camargos, o vogal da Comissão, complementou as orientações com o detalhamento a respeito da forma de apuração.

São nove mesas escrutinadoras apurando os votos. Cada mesa tem, obrigatoriamente representantes de todas as chapas concorrentes, regularmente homologadas pela Comissão Eleitoral, para a garantia da paridade entre os candidatos. Cada mesa é composta pelos escrutinadores e fiscais sendo um de cada chapa. Além deles um representante de cada chapa e os candidatos têm acesso ao local de votação.

A apuração também está sendo realizada nas regionais sindicais. Posteriormente todas as urnas com a atas de votação serão encaminhadas para a sede central do Sintego. De acordo com o estatuto das eleições as comissões regionais têm a obrigação de enviar, imediatamente, após o término da apuração, as atas de votação escaneadas para a Comissão Eleitoral Central com os resultados. As urnas, votos e todas as atas físicas devem ser entregues no máximo 48 horas após a apuração. Estela Mares esclarece que todo o material das eleições deve ser entregue à Comissão Eleitoral Central, e ficarão armazenados em uma sala devidamente segura na sede central do Sintego.