Notícias

12 de abril de 2019 | 18:53

Em assembleia, os/as servidores/as da Educação de Goiás decidiram pela suspensão da greve

Após a votação na Assembleia dos/as trabalhadores/as da Educação da Rede Estadual de Goiás, convocada pelo SINTEGO, para esta sexta-feira (12), as 15 horas, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, os/as servidores/as decidiram pela suspensão da Greve, a fim de retomar a discussão de pautas maiores, juntamente com o pagamento de dezembro/18 e outras reivindicações.

A suspensão da greve foi uma estratégia da categoria, para retomar as negociações com o governo, condicionada a pautas maiores para Educação, entre elas, a data-base administrativo/maio, piso, progressões, e concurso público. Mesmo que alguns concordassem com a continuidade da greve, a categoria manteve o bom senso, a fim de regimentar forças para o enfrentamento das próximas batalhas.

“Foram mais de três meses de negociação, oito dias de greve, enfrentamos muita pressão, mas, lutamos até o último instante a fim de conquistar o melhor para a Educação. Já conseguimos que seja pago os salários ao mesmo tempo, de ativos e aposentados/as, mantendo a paridade, e que fosse retornado a licença prêmio para aqueles/as que estão quase aposentando, além do pagamento do auxílio alimentação retroativo a fevereiro, no mês de julho”, afirma Bia de Lima, Presidenta do SINTEGO.

O SINTEGO continua lutando para pagar o dezembro, e não concorda com a proposta de parcelamento do governo.

#SINTEGOnaluta