Notícias

13 de agosto de 2019 | 19:06

Goianos na rua pela Educação!

Ocorreu nesta terça-feira (13), a 3ª Paralisação Nacional pela Educação em 2019, chamada de #TsunamiDaEducação. Mais de 200 cidades em todo o país tiveram pessoas na rua para dizer NÃO aos cortes de recursos da Educação, que já soma mais de R$ 2 bilhões. O movimento também se posiciona contrário a Reforma da Previdência que acaba com as aposentadorias dos/as trabalhadores/as.

Em Goiás, houve manifestações nos municípios de Jataí, Quirinópolis, Simolândia, Trindade e na capital, Goiânia, onde as pessoas se concentraram na Praça Universitária e seguiram em caminhada até a Praça do Bandeirante.

“Cada dia é torpedo diferente em cima da Educação. Esse governo está destruindo os programas, os projetos, as perspectivas da juventude e acima de tudo, as perspectivas dos/as profissionais. Só temos um caminho: a resistência! Cabe a cada um de nós, nas ruas, nas redes, sociais, fazemos o debate e colocarmos o Brasil nos trilhos do desenvolvimento”, disse a presidenta do SINTEGO, Bia de Lima, durante o ato em Goiânia.

Mais uma vez, o SINTEGO, demais centrais sindicais e estudantes, se uniram para lutar pelos direitos previdenciários e pela educação pública, acessível e de qualidade.

Defesa das aposentadorias

A reforma da Previdência já foi aprovada pela Câmara dos Deputados em dois turnos de votação e precisa ser aprovada em outros dois turnos pelo Senado para ser promulgada.

A luta ainda não terminou. A pressão sobre os parlamentares da Casa deve ser intensificada em abordagens nos aeroportos, por meio da plataforma Na Pressão, onde cada brasileiro pode enviar sua mensagem por e-mail ou pelas redes sociais, diretamente aos senadores e senadoras para que ouçam a voz das ruas e votem contra a reforma.

#SINTEGONALUTA

#TSUNAMI13A