Notícias

17 de dezembro de 2020 | 10:07

Com articulação sindical, oposição retira artigo da PEC que congelava promoções e progressões por 12 anos

Após tantas desumanidades neste final de ano, por parte do Governo de Goiás, uma notícia se destaca. Devido a articulação do SINTEGO e das demais entidades sindicais do Fórum Goiano em Defesa dos Serviços e Servidores Públicos, os/as parlamentares da oposição conseguiram derrotar o Governo e derrubaram o artigo 46 da PEC n° 3713/20, que PROIBIA progressões e promoções na carreira por mais 9 anos. Ou seja, como os/as trabalhadores/as já estão há 3 anos sem esse reconhecimento, totalizaria 12 anos sem ganho para os/as funcionários/as públicos/as goianos/as. 

“Mais uma vez, ao final do ano, próximo ao recesso, o Governo de Goiás manda projetos bombásticos para a Alego. É muito importante deixar bem claro para todos/as que a culpa dos prejuízos financeiros da administração estadual não é dos/as servidores/as! O Governo vende uma história de crise fiscal que na prática não se sustenta, prejudicando a vida de todas as pessoas que trabalham e se dedicam para que a máquina do Estado continue funcionando. Nós, servidores/as públicos/as merecemos respeito!”, afirma a presidenta do SINTEGO, professora Bia de Lima, que segue em contato com os/as deputados/as cobrando apoio nas causas dos/as servidores/as, especialmente, os/as da Educação. 

“O governador tem maltratado os/as servidores/as públicos/as de forma geral, mas com o pessoal da Educação a situação está crítica. Congelou nossos salários, não paga toda a categoria, PIII e PIV sem Piso, administrativos/as sem Data-Base, aposentados/as sendo cobrados/as de forma maldosa, os/as profissionais das escolas conveniadas sem bônus. O projeto para tentar enfraquecer o serviço público é claro. Enquanto todos/as reivindicam concursos públicos, o Governo estende o período dos contratos para não se comprometer com o que realmente interessa. O sindicato está trabalhando mais que nunca para conseguir garantir os direitos de todos/as os/as trabalhadores/as da Educação, mas nós não desistimos da luta!”, completa Bia. 

O SINTEGO ressalta que seguirá na articulação com os/as parlamentares para que o pacote de maldades do Governo seja derrotado por inteiro. 

#SINTENALUTA