Secretarias

02 de dezembro | 13:37

Sintego discute o ensino da história e cultura afro-brasileira, em São Paulo

A vice-presidenta do Sintego, Iêda Leal, que também é secretária de Combate ao Racismo da CNTE e da Igualdade Racial da CUT/GO, participou no último sábado (29), da abertura do curso de formação “Ensino da história e da cultura afro-brasileira: Um novo olhar para a escola”, promovido pelo Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (APEOESP). A atividade fez parte das comemorações aos 20 anos do Coletivo Antirracismo Milton Santos.

O curso tem como objetivo estimular o conhecimento das histórias e culturas afro-brasileiras e africanidades, além de fornecer subsídios para a implementação da Lei 10.639/03, que altera a LDB 9394/96 e estabelece a obrigatoriedade no currículo oficial da Rede de Ensino a temática história e cultura afro-brasileira.

Para a vice-presidenta do Sintego, Iêda Leal, a educação precisa ter o compromisso de construir uma sociedade igualitária e, para isso, é fundamental o debate e o combate ao racismo dentro e fora das escolas. Iêda destacou, também, a importância do ensino da cultura afro-brasileira “É importante que os alunos conheçam a história de anos de superação do povo negro na construção do nosso país e que tenham em mente que os negros têm o mesmo direito à igualdade de oportunidades.” completou.

Imprimir