Notícias

11 de julho de 2017 | 11:32

Prefeitura de Porteirão terá que pagar percentual do Piso de 2009 a 2013

O prefeito de Porteirão – GO, José de Sousa Cunha procurou a Direção Central do Sintego nesta segunda-feira 10, para iniciar uma negociação referente ao pagamento do Piso no município de 2009 a 2013. O Sintego entrou com ação no ano de 2009 para cobrar o pagamento do Piso Nacional aos professores da rede municipal.

A justiça deu ganho de causa ao Sindicato e o município terá que pagar as perdas retroativas de 2009 a 2013. A ação protocolada pelo Sintego é coletiva e abrange todos os professores.

Os filiados ao Sindicato terão assessoria jurídica gratuita para que seja feito o cálculo do reajuste de cada servidor, posteriormente, o jurídico entrará com a execução individual junto a Prefeitura dos valores referentes aos seus filiados no município.

Para a tesoureira geral do Sintego Ieda Leal esta é mais uma conquista para os professores do município que terão seu direito ao reajuste do Piso respeitados.

“O Sintego tem buscado incansavelmente pressionar os prefeitos a cumprirem a Lei do Piso e pagar o reajuste dos servidores. Em Porteirão o prefeito tem se mostrado sensível as demandas da educação, no que diz respeito ao pagamento dos reajustes. Continuaremos cobrando para que em Goiás todas as prefeituras respeitem a Lei”, pontuou.

Com relação aos anos posteriores a 2013, o prefeito José de Sousa Cunha, informou que já realiza o pagamento do percentual do Piso.